Home » Geral

Remoção para capital – MP pune promotor acusado de homicídio com transferência

22 de novembro de 2008 714 visualizações Nenhum Comentário Imprimir este artigo Imprimir este artigo

Remoção para capital – MP pune promotor acusado de homicídio com transferência

O Conselho Superior do Ministério Público decidiu punir o promotor Wagner Grossi, denunciado ao Tribunal de Justiça por triplo homicídio culposo, ou seja, sem intenção de matar, com agravante de embriaguez. A "punição" é sua transferência do interior de São Paulo para a capital ou para cidades da Grande SP.
Grossi responde a processo criminal por ter matado três pessoas da mesma família em um acidente de trânsito em Araçatuba (SP), em 2007. Além do processo criminal, o promotor responde a procedimento administrativo.
A Folha de S. Paulo informa que a Corregedoria do Ministério Público tinha como opções aplicar uma pena — de uma advertência até a suspensão — ou medidas administrativas, como remoção compulsória ou disponibilidade. Neste último caso, ele seria afastado com um salário menor.
A Corregedoria optou pela remoção para a primeira vaga que surgisse em outra cidade. A decisão foi confirmada por 10 membros do conselho. O único a votar contra foi o procurador João Francisco Moreira Viegas. “Os cargos disponíveis para remoção eram da capital. São cobiçadíssimos”, afirmou. Para Viegas, na prática, a punição virou promoção.

Revista Consultor Jurídico, 22 de novembro de 2008

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+

Deixe um comentário!

Faça seu comentário abaixo, ou um trackback do seu site. Você também pode se cadastrar nesses comentários via RSS.

Seja simpático. Permaneça no assunto. Não faça spam.

Você pode usar essas tags HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

O Gravatar está ativado. Para ter sua imagem nos comentários, registre-se no Gravatar.