Home » Notícias

Polícia faz progresso com Operação Lei e Ordem

27 de setembro de 2009 2.501 visualizações Nenhum Comentário Imprimir este artigo Imprimir este artigo

clip_image001

As Polícias de Teófilo Otoni se uniram ontem (24) para aplicar mais um duro golpe nas quadrilhas que ainda resistem em sustentar o tráfico de drogas e crimes violentos na cidade. Ainda na escuridão da madrugada, 114 policiais se reuniram num ponto escondido da periferia da cidade, para iniciar a Operação “Lei e Ordem”.

Após receber as ordens dos superiores, todos embarcaram e 30 viaturas para cumprir 31 Mandados de Busca, Apreensão e Prisão no município. Tudo o que era executado em terra pelos policiais, era acompanhado no céu por um helicóptero da Polícia Civil.

Quando houve dúvida sobre locais para esconderijo de droga, foi empregado um cão farejador vindo de Belo Horizonte. Equipes de policiais das cidades de Teófilo Otoni, Poté, Malacacheta, Padre Paraíso e Itambacuri, participaram das atividades contra o crime organizado.

Ao fim da operação, 14 adultos foram presos, uma garrucha foi apreendida, junto com R$ 15 mil reais de origem duvidosa, segundo a Polícia.

O chefe de Polícia Civil em Teófilo Otoni, delegado Isaías Pontes de Melo, espera que a prisão dos bandidos possa resultar em redução dos crimes violentos na cidade. “Não podemos deixar que os bandidos se organizem, façam comunidades inteiras reféns, temos que unir forças com o Judiciário para que os criminosos tenha vida curta aqui”, garantiu Pontes.

O comando das equipes da PM na operação esteve nas mãos do capitão Fábio Marinhos dos Santos, profundo conhecedor do submundo do crime em Teófilo Otoni. Ele também espera que a prisão de 14 bandidos possa reduzir o índice de homicídios e impedir a re-organização do tráfico de drogas em Teófilo Otoni a curto prazo.

“Essa operação vai dar mais tranqüilidade a população, vai reduzir os crimes violentos e permitir que os efeitos dos trabalhos preventivos nas escolas e comunidades mais carentes cresçam”, destacou o oficial.

A Operação Lei e Ordem é uma continuidade dos trabalhos da Operação Vida Longa, realizada também pela união das polícias no mês de agosto passado. O delegado de Tóxicos e Entorpecentes Jeferson Botelho Pereira , explica que tudo foi minuciosamente planejado.

“Foram oito meses de preparação, 31 pedidos de prisão preventiva de bandidos, elaboração de 4.500 páginas de inquéritos, organização de equipes das polícias para cercar casas sem atingir as pessoas de bem e garantir a Paz Social na cidade”, ressaltou o delegado Botelho

Os presos na ação policial já foram recolhidos ao Presídio de Teófilo Otoni em disposição da Justiça. Eles serão investigados agora com maior rigor pela Polícia Civil, que tem muitas situações de crime para resolver com os suspeitos. È o caso de Lorran Ferreira da Silva, que a polícia acredita ter envolvimento em cinco homicídios.

O resultado positivo das recentes ações conjuntas das polícias é fruto também da parceria com o Judiciário da Comarca. Dois juízes foram ao cenário da operação, verificar o andamento dos trabalhos e aferir a transparência das atitudes dos policiais.

As ordens de Busca, Apreensão e Prisão dos suspeitos foram assinadas pelo juiz criminal Flávio Prado Kretli. Ele comenta que o bom ambiente de trabalho entre as forças de segurança dá segurança para que ele emita ordens legais usadas nas operações.

 

Fonte: www.tonoticias.jor.br

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+

Deixe um comentário!

Faça seu comentário abaixo, ou um trackback do seu site. Você também pode se cadastrar nesses comentários via RSS.

Seja simpático. Permaneça no assunto. Não faça spam.

Você pode usar essas tags HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

O Gravatar está ativado. Para ter sua imagem nos comentários, registre-se no Gravatar.