Home » Notícias

POLÍCIA DEFLAGRA OPERAÇÃO REFUGIADOS EM GOVERNADOR VALADARES

20 de junho de 2010 1.809 visualizações Nenhum Comentário Imprimir este artigo Imprimir este artigo

Policiais civis e militares de Governador Valadares/MG, região leste do estado, realizaram neste domingo, dia 20/06/2010, às 06h00min, a Operação denominada REFUGIADOS, no Bairro Jardim do Trevo, local de alto índice de crimes violentos. Foram vários dias de levantamentos de informações sobre o crime organizado que atua na região, representação das tutelas reais ao Poder Judiciário e planejamento geral das ações policiais. Às 04h00min de hoje os policiais se reuniram e discutiram todo o planejamento realizado e no horário legal partiram para a execução dos trabalhos.

O Dr. Jeferson Botelho, Delegado Regional de Governador Valadares explicou que o nome da Operação Refugiados é uma homenagem ao Dia Internacional dos Refugiados, lembrando para uma reflexão da grave situação dos refugiados no mundo inteiro, em especial no Afeganistão. E também dos refugiados do bairro Jardim do Trevo, que se encontram refugiados no bem, do direito, da justiça e da paz e ameaçam a estrutura jurídica do estado com suas ações criminosas.

O bairro Jardim do Trevo é marcado por conflitos internos de traficantes que se divergem em relação á delimitação de territórios do tráfico de drogas, se dividindo em duas facções principais, a ADA, Amigos dos Amigos e PCT, Primeiro Comando do Trevo, cujas limitações territoriais se encontram estampados nos murros, telefones públicos e outros lugares, remarcando suas áreas de atuação para o comércio de drogas.

Assim, o objetivo maior da Operação Refugiados é desmantelar o crime organizado que se instalou no bairro Jardim do Trevo, em Governador Valadares/MG, com a incidência de conflitos internos em função de disputas por limites territoriais, e demonstração de conduta ofensiva à estrutura jurídica do Estado, ainda o Delegado Regional de Governador Valadares/MG, Dr. Jeferson Botelho.

Algumas barricadas foram colocadas nas ruas, para dificultarem as ações da Polícia.

A Polícia Civil representou pelas tutelas reais em 16 casas, junto à Comarca de Governador Valadares/MG, tendo sido decretados os mandados de busca e apreensão pelo MM Juiz de Direito, Dr. José Xavier Magalhães Brandão, da 2ª Vara Criminal.

Em sua decisão, o Juiz de Direito informou que o conflito entre bens jurídicos tutelados pelo ordenamento jurídico leva o intérprete a dar prevalência àquele bem de maior relevância, razão pela qual, no meu entender, o interesse público na repressão de atos criminosos graves, tais quais se apresentam através das informações carreadas aos autos pela autoridade policial, prevalece sobre a garantia da inviolabilidade pessoal.

Foram utilizados na Operação Refugiados em torno de 100 policiais civis e militares, entre Delegados e agentes e polícia, oficiais e Praças da Polícia Militar, e 30 viaturas policiais. O Comandante do 43º Batalhão de Polícia Militar, Ten-Cel PM Ademir Ribeiro avaliou a operação como altamente positiva, pela presença efetiva da Polícia no aglomerado, numa indubitável demonstração de força e supremacia do Estado.

Na Operação Refugiados foram apreendidos armas de fogo, sendo um revólver calibre 38, uma pistola PT 380, 20 cartuchos, R$ 225,00, O1 celular, 08 pessoas presas, por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, e em virtude de mandado de prisão em aberto, cheques, várias pedras de crack e uma porção de cocaína.

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+

Deixe um comentário!

Faça seu comentário abaixo, ou um trackback do seu site. Você também pode se cadastrar nesses comentários via RSS.

Seja simpático. Permaneça no assunto. Não faça spam.

Você pode usar essas tags HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

O Gravatar está ativado. Para ter sua imagem nos comentários, registre-se no Gravatar.