Home » Geral

Mucuri

8 de abril de 2007 992 visualizações Nenhum Comentário Imprimir este artigo Imprimir este artigo

MUCURI

Jéferson Botelho

Terra nobre, pequena e saudável!

 

Águas líricas, verdes campos…

 

Caminhos que levam à saudade

 

Mucuri, lamúrias por ter te deixado.

 

 

 

Fonte de prazer, do brilho ardente do sol.

 

Da frieza da brisa de primavera

 

Do cantar saudoso do colibri

 

Mucuri, horizonte azul de minhas quimeras.

 

 

 

Seu infinito é um pouco de meu pranto

 

Suas muralhas afastaram-te de mim

 

Doce jaqueira, pequeno pomar de paz!

 

Mucuri, terra fértil onde nasci…

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+

Deixe um comentário!

Faça seu comentário abaixo, ou um trackback do seu site. Você também pode se cadastrar nesses comentários via RSS.

Seja simpático. Permaneça no assunto. Não faça spam.

Você pode usar essas tags HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

O Gravatar está ativado. Para ter sua imagem nos comentários, registre-se no Gravatar.