Home » IESI/FENORD

Fenord apresenta mais uma Sessão de Monografias

3 de outubro de 2009 1.997 visualizações Nenhum Comentário Imprimir este artigo Imprimir este artigo

DSC02577

Na manhã deste sábado, dia 03 de outubro de 2009, a Fundação Educacional Nordeste Mineiro – FENORD realizou mais uma sessão de defesa de teses monográficas.

A acadêmica Amanda Barreiros Pego, do 10º período do Curso de Direito, Noturno, apresentou com muito brilhantismo a tese sobre A EVENTUALIDADE DO HOMICÍDIO DOLOSO NOS CRIMES DE TRÂNSITO.

BARREIROS destacou que nos dias atuais, o trânsito tem causado grandes problemas para a sociedade mundial, com várias pessoas perdendo suas vidas em acidentes automobilísticos, exigindo reflexão dos governantes para minimizar as incidências.

Aqui um estudo pormenorizado sobre a presença do dolo eventual nos homicídios de trânsito, de características que só serão encontradas em cada caso concreto, nas circunstâncias em que o condutor do veículo estiver sob a influência de bebida alcoólica (embriaguez), velocidade excessiva ou na disputa automobilística (racha).

Para estas hipóteses, como forma de reprimir e diminuir a impunidade nos homicídios de trânsito, há correntes jurisprudenciais e doutrinárias favoráveis à previsão, mesmo excepcional, do dolo eventual para os condutores que assumem o risco de produzir o resultado da sua conduta.

Há aqueles contrários, que defendem a culpa consciente, elemento já presente no art. 302 do CTB. Argumentam que não basta apenas o consentimento na produção do resultado da conduta, sendo necessária a caracterização, desde o início da ação, da consciência e da vontade do agente em praticar o ato.

Homicídios de Trânsito: Dolo Eventual ou Culpa Consciente?

Para enfrentar esta celeuma, é importante versar sobre os crimes de trânsito no direito comparado, as modalidades de homicídios previstos no Código Penal Brasileiro, estudando o tipo culposo e doloso com todas as suas características e modalidades, e estabelecer semelhanças e diferenças à culpa consciente e ao dolo eventual, chegando-se ao final com posições jurisprudenciais favoráveis ou não ao caso concreto.

A proteção e o respeito ao valor da vida, como bem fundamental e maior de todos, será o ponto primordial a ser defendido.

DSC02581

Logo depois, com a mesma desenvoltura, o acadêmico DAVIH SARAIVA MACEDO MARTINS desenvolveu o tema TRÁFICO DE SERES HUMANOS, contando com uma grande platéia para prestigiar a sua apresentação, abordando evolução histórica, fato social e jurídico, causas motivadoras, a incidência de países envolvidos e vários outros assuntos pertinentes.

A primeira Banca foi formada pelos professores, Dr. Jéferson Botelho, Professor Flávio Bitencurt e Professor Eli Nunes.

A segunda Banca Examinadora foi formada pelos professores, Dr. Jéferson Botelho, Professor Flávio Bitencurt e Professor Berenice.

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+

Deixe um comentário!

Faça seu comentário abaixo, ou um trackback do seu site. Você também pode se cadastrar nesses comentários via RSS.

Seja simpático. Permaneça no assunto. Não faça spam.

Você pode usar essas tags HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

O Gravatar está ativado. Para ter sua imagem nos comentários, registre-se no Gravatar.