Home » Notícias

DURO GOLPE DA POLÍCIA CIVIL NO TRÁFICO DE DROGAS EM TEÓFILO OTONI

23 de abril de 2008 4.322 visualizações Nenhum Comentário Imprimir este artigo Imprimir este artigo

Polícia civil de Nanuque, Valadares e Teófilo Otoni se une para desbaratar gangue de tráfico e assassinatos. Organização tinha até uma advogada criminalista

A ação dos policiais no Bairro Vila Felicidade, zona norte de Teófilo Otoni, focada no combate ao tráfico de drogas



FOTO




TEÓFILO OTONI – A polícia civil de Teófilo Otoni executou nesta quarta-feira (09) a última etapa da Operação Andes, para combater e prevenir o tráfico de drogas. Após três meses de planejamento, o comando da corporação iniciou há duas semanas a prisão de pessoas suspeitas de praticar crimes violentos como tráfico de drogas, roubos, assaltos, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e pistolagem.


Mesmo dentro da penitenciária Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, ele comandava o tráfico de drogas no estado de Minas através de um gerente, nascido em Teófilo Otoni. Anderson Ferreira dos Santos, o Andinha, era subordinado de Nem Sem Terra, segundo a polícia, e comandava o comércio de tóxicos na zona norte da cidade.

FOTOLevantamentos da Delegacia de Tóxicos em Teófilo Otoni indicam Andinha como participante de 17 homicídios registrados no município esse ano.



Gerente de Nem Sem Terra em Teófilo Otoni, Andinha teria participado de 17 homicídios no município



O marginal foi preso semana passada na BR-381, no município de Nova Serrana, próximo a Caeté, com 100 pontos de LSD, droga de alto poder entorpecente. Ele estava a caminho do evento Axé Brasil, no Mineirão.



No último ato da Operação Andes, foi presa nesta quarta-feira, em Belo Horizonte, a advogada criminalista Andréia Maria Borges, que trabalhava para a organização de Andinha.



Com Ana Cláudia também foi encontrada parte das mercadorias roubadas de uma loja de celulares na Avenida Getúlio Vargas em Teófilo Otoni, na semana passada.

Nesta quarta-feira, pela manhã, foram presos ainda em Teófilo Otoni Vivaldo Gomes Soares, de 27 anos, e Fábio Guanais dos Santos, que seria o principal responsável por homicídios na cidade.

A quarta operação anual da polícia civil de combate a crimes violentos foi executada com participação de 80 agentes de polícia. Eles vieram das cidades de Nanuque e Governador Valadares, tendo se unido aos de Teófilo Otoni, com apoio de um helicóptero.


Fonte: Redação JVA

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+

Deixe um comentário!

Faça seu comentário abaixo, ou um trackback do seu site. Você também pode se cadastrar nesses comentários via RSS.

Seja simpático. Permaneça no assunto. Não faça spam.

Você pode usar essas tags HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

O Gravatar está ativado. Para ter sua imagem nos comentários, registre-se no Gravatar.