Home » Geral

Drogas são combatidas com palestras educativas em escolas

5 de dezembro de 2008 6.157 visualizações 2 Comentários Imprimir este artigo Imprimir este artigo

Sesc promove etapa do projeto “Estação Saúde de Combate às Drogas” com a presença do delegado da Divisão de Tóxicos e Entorpecentes do município, Jeferson Botelho

26/11/2008 – 11:55

Foto: Diário

 

Alunos atentos à palestra do delegado da Divisão de Tóxicos e Entorpecentes do município, Jeferson Botelho

REDAÇÃO

 

O projeto ‘Estação Saúde de Combate às Drogas’ promovido pelo SESC realizou na última terça-feira mais uma etapa do programa, desta vez na Escola Estadual Alfredo Sá. »
O evento tem como parceiro a Polícia Civil (PC) do Estado de Minas, por intermédio do delegado da Divisão de Tóxicos e Entorpecentes, Jeferson Botelho, que ministrou palestra acerca dos malefícios da droga. O delegado ressaltou os malefícios, bem como, os trabalhos de conscientização que podem ser feitos de forma primária dentro das instituições de ensino.
"O objetivo desta palestra, desse bate papo, é conscientizar e sensibilizar o coro estudantil sobre o mal que a droga tem causado à sociedade. Hoje, a sociedade precisa se mobilizar para enfrentar essa questão. O mundo inteiro está mobilizado no sentido de ajustar às suas legislações e também trabalhar a política de segurança pública. A prevenção é uma questão de saúde pública, então é muito importante a participação do Sesc, da Escola Estadual Alfredo Sá e também da Polícia Civil que vem apoiando o projeto desde o início. A droga tem sido uma causa emergente do crescimento da violência no país inteiro", afirma o delegado.
O técnico em educação do SESC, Frederico Dantas destacou as ações promovidas pela instituição e também o apoio da Polícia Civil do Estado no projeto Estação Saúde de Combate às drogas.
"Este projeto tem apoio da Polícia Civil de Minas Gerais, na representatividade do delegado Jeferson Botelho. Acreditamos que esse trabalho de prevenção é de fundamental importância. Sabemos que no público existem adolescentes que estão na sociedade vivenciando diversas situações adversas, e é importante trazermos o conhecimento para que eles possam saber dos males causados pela droga. Esse trabalho educativo reduz consideravelmente a inserção dos adolescentes no mundo das drogas. Agradecemos ao delegado, porque ele vem modificando essa estrutura da polícia dentro da sociedade. Neste sentido, a polícia passa a ser instrumento dentro da comunidade, proporcionando educação e conscientização", aponta.
PARTICIPAÇÃO
A diretora do Sesc, Luciene Ganen, ressaltou a importância das palestras de prevenção e combate às drogas no município.
"Essa atividade visa mobilizar a sociedade para ações de prevenção, desenvolvendo o processo de comunicação e podendo contribuir para a diminuição no índice elevado de drogas presente em nosso município. O Sesc dentro das suas áreas de atuação trabalha com a cultura e atividades de cunho social", finaliza.
A diretora da Escola Estadual Alfredo Sá, Najla Grateki apoiou a iniciativa e ratificou a participação da escola em atividades de conscientização e prevenção.
"Sabemos da importância deste assunto. É algo que está próximo e é bom levar esse conhecimento para os alunos, para que eles possam se defender das drogas. Sabemos que é difícil, mas o trabalho está sendo feito. Essas palestras são sempre bem vindas, para afastar os alunos das drogas", destaca.
O estudante do segundo ano, Pedro Alves, acredita que a prática de ações preventivas diminui a possibilidade de inserção dos jovens no mundo das drogas.
"É importante para a sociedade, e, sobretudo nós estudantes, para que tenhamos mais informações sobre o risco das drogas. Essa palestra do delegado Jéferson Botelho é de suma importância para estar passando para outras pessoas os problemas causados pelo tráfico e uso das drogas", comenta o estudante.
ENCERRAMENTO
O encerramento da etapa Estação Saúde de Combate às Drogas na Escola Estadual Alfredo Sá contou com a presença da Companhia de Teatro In Cena, de Teófilo Otoni. De forma lúdica os atores representaram os malefícios provocados pelo uso indiscriminado das drogas.
"Nós falamos da importância de estar distante desse universo da droga, falando diretamente com os adolescentes. É um trabalho social e faz parte dessa parceria fantástica com o SESC. Nós pedimos de uma forma artística para que os adolescentes e todas as pessoas fiquem distantes desse universo tão complicado que são as drogas. A partir do momento que entra é difícil sair, mas a gente fala de uma forma muito forte tentando conscientizar as pessoas", concluiu o diretor André Luiz.

 

Fonte: Jornal Dário de Teófilo Otoni – Edição de 26/11/08

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+

2 Comentarios »

  • Daniela Gonçalves disse:

    Dr. Jeferson!!!
    Sou sua aluna do 4º per. a musa do ouro, rsrsrsrsrs, lembrou agora??
    Bom dia, estou deixando esse recado pra você não esquecer de lançar minha nota do trabalho no ADX…
    Bom final de semana e boas férias.
    Valeu muito a pena ter sido sua aluna, espero ter novamente esse privilégio.
    Sinceramente,

    Daniela Gonçalves.

  • Daniela disse:

    Bakana…
    Ô doutor, se o senhor esquecer de lançar minha nota, nós vamos nos ver no Exame Especial, kkk…
    Desculpe o incômodo, é só pra te lembrar…
    Abraço.

Deixe um comentário!

Faça seu comentário abaixo, ou um trackback do seu site. Você também pode se cadastrar nesses comentários via RSS.

Seja simpático. Permaneça no assunto. Não faça spam.

Você pode usar essas tags HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

O Gravatar está ativado. Para ter sua imagem nos comentários, registre-se no Gravatar.