Home » Informações Anti-drogas, Notícias

CAMPANHA EDUCATIVA ANTITÓXICOS

22 de janeiro de 2007 1.289 visualizações Nenhum Comentário Imprimir este artigo Imprimir este artigo

CAMPANHA EDUCATIVA ANTITÓXICOS

PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS DO USO DE DROGAS
1. Diminuição da imunidade do organismo, porque no usuário de drogas há diminuição na produção dos linfócitos.
2. Aparecimento da oligospermia no usuário do sexo masculino, que é a diminuição da quantidade de esperma, levando o indivíduo a infertilidade.
3. Diminuição da testosterona, que é o hormônio sexual masculino. Essa diminuição leva o indivíduo à impotência sexual.
4. Na escola, o usuário apresenta comportamento tímido e agressivo, baixo desempenho e repetência escolar, falta de envolvimento com os demais alunos, faltas excessivas às aulas, participação em grupos problemáticos ou com comportamento delinqüente, comportamento anti-social precoce e poucas habilidades de manejo social.
5. Os viciados apresentam, em seu aspecto físico, sinais reveladores da toxicomania, entre eles: olhos avermelhados ou lacrimejantes, pupilas paralisadas, brilhantes, pálpebras descontroladas, sonolência ou euforia, constipação freqüente, dores nos membros e estômago, perda de peso, negligência na higiene pessoal e nos deveres, falta de interesse pelos exercícios físicos, decaimento da atividade sexual, mentiras e estupidez, cicatrizes descoloridas na pele, bolhas e abscessos, desnutrição.


6. O crack provoca desidratação, vômito, náuseas, diarréia, perda rápida de peso e do apetite sexual, ressecamento da pele e aparecimento de feridas em todo o corpo, aumenta a atividade psicomotora, altera o funcionamento dos centros límbicos do cérebro, responsável pela sensação do prazer, resultando a euforia, taquicardia, aumento da pressão arterial e transpiração excessiva. O viciado sob o efeito do crack fica incontrolável, não respeita ninguém, nem esposa, nem pai, nem mãe , nem irmãos, e nem filhos, podendo cometer crimes bárbaros e praticar suicídio.
7. O usuário de cocaína cai em estado de depressão, pois a droga age sobre as camadas mais elevadas do cérebro, transformando o corpo do viciado em esqueleto, morre muito cedo, magro e seco.
8. A maconha provoca distorção de tempo e espaço, alucinações auditivas, cinestesia, grande ansiedade, xerostomia (boca seca), hiperemia das conjuntivas, saliva grossa, pânico, sentimento de perseguição, medo de morte. O usuário está sujeito a efeitos imediatos, caracterizados por reações do tipo: sensação de euforia, relaxamento das inibições, dilatação das pupilas, aceleração cardíaca, sialostasia, taquicardia, síndrome amotivacional, diminuição dos reflexos e falta de memória etc.; e efeitos crônicos, apresentando lábios ressecados, fisionomia apática, inflamação do epitélico bucal, hipertrofia dos ventrículos cerebrais, diminuição das defesas orgânicas, impotência ou quase-impotência masculina, frigidez, esterilidade etc.
Tome conta de seu filho, para que um manicômio não o faça.


Droga, ela não tem endereço

Quem usa droga, perde a identidade

Drogas: Nada a ver, tudo a perder

Não deixe que a droga pinte o arco-íris de sua vida

WhatsAppFacebookTwitterPinterestGoogle+

Deixe um comentário!

Faça seu comentário abaixo, ou um trackback do seu site. Você também pode se cadastrar nesses comentários via RSS.

Seja simpático. Permaneça no assunto. Não faça spam.

Você pode usar essas tags HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

O Gravatar está ativado. Para ter sua imagem nos comentários, registre-se no Gravatar.